Amigos, recebi este email, sobre os salários de funcionários do Senado, de fato quero dizer que não conferi todos os dados, no entanto, pelo que conheço, infelizmente alguns são reais, pois devido a distorções salariais ocorridas, em especial pré constituição de 1988, existem coisas absurdas no país ainda, e infelizmente apesar da lei do teto existir e raro ver ela aplicada... bom.. tristeza a parte.. vamos ao email:


Um motorista do Senado ganha mais, para dirigir um automóvel, do que um oficial da Marinha, para pilotar uma fragata !
Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais, para servir os elevadores da casa, do que um oficial da Força Aérea, que pilota um Mirage.

Um diretor, que é responsável pela garagem do Senado,ganha mais que um oficial-general do Exército, que comanda uma Região Militar, ou uma grande fração do Exército.

Um diretor, sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.

Um assessor de 3º nível, de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone", ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas, para salvar vidas. 

O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, equivalente ao que uma diarista cobra, para fazer a faxina, num apartamento de dois quartos.

PRECISAMOS, URGENTEMENTE, DE UM CHOQUE DE MORALIDADE NOS TRÊS PODERES DA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS, ACABANDO COM OS OPORTUNISMOS E CABIDES DE EMPREGO. 

OS RESULTADOS NÃO JUSTIFICAM O ATUAL NÚMERO DE SENADORES, DEPUTADOS FEDERAIS, ESTADUAIS E VEREADORES.

TEMOS QUE DAR FIM A ESSES "CURRAIS" ELEITORAIS, QUE TRANSFORMARAM O BRASIL NUMA OLIGARQUIA SEM ESCRÚPULOS, ONDE OS NEGÓCIOS PÚBLICOS SÃO GERIDOS PELA BRASILIENSE COSA NOSTRA

O PAÍS DO FUTURO JAMAIS CHEGARÁ A ELE, SEM QUE HAJA RESPONSABILIDADE SOCIAL E COM OS GASTOS PÚBLICOS. 

JÁ PERDEMOS A CAPACIDADE DE NOS INDIGNAR. PORÉM, O PIOR É ACEITARMOS ESSAS COISAS, COMO SE TIVESSE QUE SER ASSIM MESMO, OU QUE NADA TEM MAIS JEITO.